19/09/16

Dia Mundial do Turismo - 27 de setembro






No âmbito das comemorações do Dia Mundial do Turismo, 27 de setembro, e a partir do tema proposto “Turismo para Todos" - Promover a Acessibilidade Universal", o CONSOLATA MUSEU | Arte Sacra e Etnologia irá oferecer um programa de visitas guiadas gratuitas onde, além das explicações habituais sobre o acervo, estarão em evidência os cuidados e preocupações já patentes na época da sua construção, há 25 anos, pela acessibilidade de pessoas em cadeiras de roda em todo o circuito, evitando a existência de barreiras arquitetónicas e má visibilidade dos objetos através de adequadas dimensões das vitrinas, podendo os visitantes nestas condições e até crianças, desfrutarem de toda a beleza exposta no museu.

As visitas guiadas decorrerão nos seguintes horários: 10h00|11h00|12h00 |14h00|15h00|16h00.

Além deste programa, o museu oferecerá neste dia festivo lembranças e descontos de 10% em compras na Consolata Loja.

16/06/16

FÉRIAS DE VERÃO NO MUSEU!


O Serviço Educativo do Consolata Museu | Arte Sacra e Etnologia apresenta um programa para as férias de verão, de 4 a 6 de julho, dirigido a crianças dos 6 aos 12 anos, envolvendo diversas atividades lúdicas, divertidas e artísticas.

Os participantes irão ter a oportunidade de ir participar jogos “Assalto ao Museu!”, “Perdidos na Tribo”, no Peddy Paper “À descoberta de Fátima” e em muitas surpresas!

Embarcarão, ainda, numa aventura missionária, descobrindo os povos de outros continentes e as suas culturas.

As atividades decorrerão das 9h30 às 17h30 podendo os participantes inscreverem-se nos três dias ou parcialmente (Diário 8€; 3 dias 21€; *desconto de 20% na inscrição do segundo filho).

As inscrições devem ser efetuadas, previamente, até ao dia 30 de junho, através do telefone 249 539 470. Inscrições limitadas a 15 participantes. Desconto de 20% na inscrição do segundo filho Os participantes devem trazer lanche para manhã e tarde e podem trazer almoço. Também pode ser servido pelo CONSOLATA HOTEL- Menu Júnior (sopa, prato principal, sobremesa e água ou sumo), por um preço de 8,50 €.

30/05/16

CINEMA CON|VIDA




A Liga dos Amigos do Museu e o Consolata Museu |Arte Sacra e Etnologia promovem no 3 de junho, sexta-feira, a última sessão da temporada CINEMA CON|VIDA

A iniciativa consiste no convite lançado a uma personalidade de Fátima, ligada ao cinema ou não, desafiando-a a escolher um filme que a tenha marcado na sua vida. Após a sua projeção decorrerá uma tertúlia sobre as impressões sentidas.

Assim, na próxima sessão, o convidado André Pereira, estudante de Educação Social, selecionou o filme” A Eternidade e um dia” de Theodoros Angelopoulos.

O espaço escolhido para esta iniciativa foi um local emblemático para os fatimenses e não só, a antiga sala do Hotel Pax, agora denominado Consolata Hotel. Esta sala mantem a decoração ao gosto dos anos 60 e foi uma referência durante largos anos pela realização de sessões de cinema, pois ir ao cinema implicava deslocações para fora de Fátima. A sala insere-se numa construção de raiz para receber um Hotel que abriu as suas portas em 1967, sendo os italianos Giggi Capabava e o missionário da Consolata Fiameni os autores do projeto.

É um contributo do museu e sua liga para assinalar um dos momentos relevantes da história de Fátima ao longo dos últimos 100 anos.

A sessão terá início às 21h00.

ÚLTIMO "CHÁ COM ARTE" DA TEMPORADA!




O CONSOLATA MUSEU | Arte Sacra e Etnologia com o apoio da sua Liga de Amigos, irá realizar o último «CHÁ COM ARTE» desta temporada. 

O evento  começou em março do presente ano, com grande sucesso,  e tem decorrido numa das salas da exposição permanente onde, após a degustação de chá e biscoitos, num ambiente intimista, se têm realizado tertúlias com convidados especiais de reconhecido mérito do mundo das artes e cultura. Passaram pelo «Chá com Arte» o cantor/ator Rui Andrade, a atriz Marta Fernandes e o pintor Roberto Chichorro.

Na próxima segunda-feira, 6 de junho, pelas 21h15, o convidado será o historiador de arte PEDRO REDOL, que além de  partilhar o seu percurso e perspetivas sobre o mundo das artes, apresentará um projeto em que participa a nível musical, trazendo à sala o quarteto “Qvintvs dvs Infernvs”.

Pedro Redol é licenciado em História – Variante de História da Arte, e mestre em Arte, Património e Restauro. É técnico superior do Mosteiro da Batalha desde 1987, tendo interrompido estas funções para exercer as de diretor do Convento de Cristo, em Tomar, durante 3 anos, de diretor do Museu Nacional de Machado de Castro, em Coimbra, durante outros 3 anos, e de diretor do Mosteiro da Batalha, em regime de substituição, entre 2011 e 2013. É igualmente professor auxiliar convidado da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa e presidente do Comité Português do Corpus Vitrearum.

*Chá oferecido por “Aromas de Oureana” e Biscoitos da “Doce Oureana”.

FESTA DAS ARTES - 2.ª EDIÇÃO




O Complexo dos Missionários da Consolata, em Fátima, será o grande palco para a 2.ª Edição da “FESTA DAS ARTES” que decorrerá no dia 5 DE JUNHO, domingo, entre as 15h00 e as 19h00.

Oito centenas de alunos do Conservatório de Música de Ourém e Fátima das áreas da música, dança e pintura, apresentarão os seus trabalhos artísticos em simultâneo e em diferentes palcos e cenários.

O público escolherá o evento do seu agrado, desde aprender uma dança, observar um pintor em processo criativo, conhecer testemunhos missionários ou assistir a concertos musicais nas três capelas do complexo da Consolata, em auditórios, salas de exposições permanentes do museu e até em locais pouco habituais, como por exemplo, armazéns ou jardins, surpreendendo e agradando os diferentes públicos, independentemente da idade.

Este evento é organizado pelo Consolata Museu |Arte Sacra e Etnologia, Conservatório de Música de Ourém e Fátima e Liga dos Amigos do Museu.

A participação é gratuita.

****

Pertinência do evento

Os Missionários da Consolata têm tido de forma inequívoca um importante papel no desenvolvimento cultural na cidade de Fátima, no concelho de Ourém, bem como nos concelhos vizinhos.

Em 1943 abriram em Fátima o seu primeiro seminário, onde várias gerações de jovens ali estudaram, aprenderam e conheceram a causa missionária. Mais tarde, na década de 70, foram sócios fundadores do Centro de Estudos de Fátima (CEF), com outros institutos missionários (Verbo Divino, Monfortinos e Marianos), funcionando este estabelecimento de ensino, nos primeiros anos, no complexo dos Missionários da Consolata.

Através do seu Museu, a celebrar este ano o seu 25.º aniversário, o Instituto Missionário da Consolata permitiu à comunidade local e aos peregrinos de Fátima o acesso privilegiado a um notável património artístico religioso e etnográfico de várias partes do mundo. Inúmeras iniciativas culturais foram desenvolvidas por este espaço museológico, como exposições temporárias, concertos, cursos-livres, conferências, publicações, parcerias, etc, contribuindo para que fosse premiado em 2011 pela APOM – Associação Portuguesa de Museologia como “O Melhor Serviço de Extensão Cultural” e em 2012 com o prémio “ Melhor Edição Turística” com o seu Roteiro/Catálogo.

Foi também selecionado pelo Município de Ourém para ser certificado pelo Herity International, junto do Castelo de Ourém, ficando este bem classificado entre outros espaços certificados nos Municípios do Médio Tejo. É também o único Museu em Fátima integrado na Rede Portuguesa de Museus, sendo, portanto, o único museu credenciado pelos serviços estatais.

As lojas de artigos religiosos e paramentaria dos Missionários da Consolata, ao longo dos anos têm primado pela absoluta qualidade, sendo essa uma das suas marcas de prestígio. Também nos espaços arquitetónicos edificados, surgem peculiares cuidados estéticos e construtivos, sendo estes referenciados em publicações como dos mais interessantes espaços existentes na Cova de Iria, mais particularmente, as capelas do Centro Missionário Allamano e do Hotel Pax. Também a encomenda de obras artísticas a criadores conceituados tem sido comum, como por exemplo, o Cristo da Capela do Consolata Hotel (Ex Hotel Pax) de autoria do escultor Soares Branco.

Ligada intimamente à identidade da Consolata, está portanto, indiscutivelmente, a sua vocação cultural e de conhecimento, além da identidade religiosa, missionária e evangelizadora.